O acesso ao Kung Fu

Posted by | outubro 16, 2017 | Ensaio | No Comments

Iniciei minhas práticas intensivas de Kung Fu por volta de 14 anos e desde então sempre procurava pesquisar e estudar sobre todos os temas relacionados; Livros, VHS, programas de TV, Filmes, matérias de revista.
No final dos anos 80 e inicio dos 90 para que pudêssemos assistir a um filme de Kung Fu em vídeo cassete (agora esse termo chego a parecer estranho até, “vídeo cassete”) tínhamos que nos juntar entre amigos, sendo que um deles tinha algum filme exótico e um outro, o vídeo cassete, e lá íamos ver em grupo comendo pipoca, desfrutando da companhia e experiências. O Kung Fu é uma tecnologia alienígena a nossa cultura ocidental e para que pudêssemos ter contato com a arte tínhamos que nos empenhar.
Nos cinemas do centro passavam os filmes que assistíamos num dia só, dois ou até por três filmes seguidos com breves pausas para o lanche para comer uma esfiha e tomar um mate.
Devido a raridade desenvolvi o hábito de colecionar fitas e livros para consulta, mas isso se tornou frequente apenas quando adulto pois passei a ter dinheiro.
Com o surgimento da INTERNET e DVDs tudo ficou mais simples. Foi como se um mundo inteiro se abrisse para mim e nenhuma informação era mais um mistério.
TUDO passou a existir na WEB e com a internet vieram as comprar e até livros exóticos passaram a ser possíveis.
Temos tudo na internet. Mas com ela veio a preguiça.
Uma imagem vale por mil palavras, mas QUE palavras?
Temos hoje em dia tantas coisas na internet que os jovens já não sabem o que seria real do falso. As propagandas se tornaram comuns e impositivas e aquilo que não surge em nossas telas significa erroneamente que não é bom. Apenas as pesquisas no topo do Google seriam os bons negócios.
Antes era dificil mas hoje está tudo acessível mas o interesse diminuiu, ou a preguiça aumentou…um mistério! Talvez seja a falsa ideia de que somente o que é dificil de acessar é bom, como se assistir TODOS os videos de Kung Fu do Youtube, e ler todos os textos sobre artes marciais chinesas da internet farão o treino ficar mais fácil. NÃO, apenas o estudo será mais fácil, e as pessoas vão compreender melhor a arte Bilenar, mas o treino físico nunca ficará mais fácil pois nada mudou; a gravidade, o corpo humano e a violência não mudaram na Terra, e muito menos o desejo por buscar por um sentido na vida que faz muita gente estudar a Meditação e Filosofias contidas nas Artes Marciais Chinesas baseadas no Budismo, Taoismo e Confucionismo!

A coisa ainda piorou nos últimos 4 anos onde nem no site as pessoas tem paciência de navegar e ler as informações. pegam o WhatzApp e já querem respostas mas já está tudo no site; horários, contato, videos, metodologia e modos de pagamento.
Kung Fu é uma arte contemplativa e necessita de tempo para absorção mas o imediatismo se tornou padrão. O que não garantir satisfação mesmo que mentirosa não está mais sendo aceito. as pessoas imploram por mentiras para que a ânsia de busca seja suprida, pois ela vale mais do que a própria busca interior pela verdade e beleza…a satisfação imediata vale mais que a realização pessoal; na verdade a satisfação imediata é a nova realização pessoal!

Para mim, Shifu Luis Mello, isso expõe algo muito triste e problemático. O passado está fadado a desaparecer no ocidente, as belezas e tradições humanas. e as pessoas na contemporaneidade estão EXTREMAMENTE desesperadas por afeto e isto é evidenciado pela necessidade doentia de satisfação emergencial imediata, com a ideia de que isso ajudará a trazer a felicidade, mas isto empurra cada vez mais o humano pra longe daquilo que faz com que ele mesmo seja mais…HUMANO!

About Luis Mello

Para praticar o boxe... ...Seja firme em sua meta, mantenha-se forte e saudavel, e defenda seu país; Seja correto em sua conduta, pratique humildade e cautela, treine o corpo e a mente; Seja firme em sua força de vontade, faça o bem e evite o mal.

Leave a Reply

Your email address will not be published.